História

No dia 23 de Junho de 1942, nascia na Síria AFIF HANI ABOU HARB, filho de HANI YOUSSIF ABOU HARB e NASRIE ARID e antes de completar seu primeiro ano de vida se mudou para o Líbano, como o próprio AFIF costuma dizer, sou Sírio de nascença e Libanês de coração, razão por ter vivido seus primeiros anos em terra libaneses e onde até hoje sua família reside.

Aos nove anos de idade surgiu a viagem para o Brasil, como chegavam muitas notícias de imigrantes que tinham vindo para o Brasil tentar uma vida melhor, e no Brasil já tinha um tio morando, seu Pai também decidiu buscar dias mais prósperos em terras brasileiras e como era o caçula da família de mais 4 irmãos, embarcou junto com seu Pai para o Brasil no navio PONTE GRANDE, embarcação essa com capacidade para três mil pessoas, viagem que durou 28 dias até desembarcar no porto de Santos.

Morou em Mariapolis, Pracinha, Lucélia, Adamantina, em Regente Feijó começou a trabalhar com mascate junto com seu Pai e por muitos anos assim ficou até se mudar para Dracena e se interessar pelo futebol, onde aos poucos se tornou goleiro do time da cidade disputando o campeonato da segunda divisão do paulistão.

Em 1959 conheceu Irene Panage com quem se casou e em 1963 nasce sua filha Solange e dois anos após muda-se para Dourados, MS, para trabalhar como mascate nas fazendas de Dourados, tudo isso montado num pé de bode 1929 e por muitos anos assim ficou conhecido em Dourados como o Turquinho. Como era apaixonado pelo futebol em Dourados não foi diferente e começou a jogar pelo Ubiratan, Rodoviário e Operário, onde conheceu seus grandes amigos que cultiva até hoje e conquistou alguns títulos e alguns frangos também como dizem seus amigos e olha que amigos não mentem.

Como era fanático por futebol abriu seu primeiro comércio na avenida principal de Dourados, a LOJA ESPORTE 1040, que não prosperou muito porque muitos compravam mas poucos pagavam, montando logo em seguida uma mercearia e depois de alguns anos montaria o Bazar Nossa Senhora Aparecida em 1969 um ano depois nasceu seu segundo filho Racib. O bazar ficou muito conhecido, pois era vizinho do tradicional ponto de encontro em Dourados, a Lanchonete Saionara, que ficou aberto até 1979 até virar agricultor de uma pequena área de 16 hectares na região parte da fazenda São João onde permaneceu até 1995, data essa que se iniciou o sonho de um restaurante árabe.

Após um período de grande inflação investir em pequenas áreas de cultivo não valia a pena foi então que se decidiu vender a pequena área para se investir num pequeno restaurante árabe que iniciou suas atividades na Rua Toshinobu Katayama e ali ficou por 8 anos, se mudando depois para a Avenida Weimar Gonçalves Torres, onde ficamos mais 8 anos e finalmente em 2010 decidimos vender o terreno para comprar outro menor e construir um restaurante mais moderno para atender seus clientes com mais conforto e qualidade, mas sempre mantendo a tradição da culinária árabe.

A Casa Monte Líbano – Restaurante Árabe foi reinaugurada no dia 15 de abril de 2012 onde temos capacidade para atender até 80 pessoas tanto no sistema de buffet como também no sistema a la carte, realizamos mensalmente coquetéis com dança do ventre além de atender encomendas para festas.

 

Casa Monte Líbano Restaurante Árabe © 2015